Missão é a pregação religiosa em locais onde sua religião ainda não foi difundida, realiza trabalho de promoção social ou em local que necessite de reavivamento de sua crença ou religião. O missionário é quem realiza o trabalho e é uma figura comum dentro de diversas crenças. São pessoas ligadas e dispostas a dar continuidade e divulgar o projeto a pedido de Cristo Jesus. 

Na verdade dentro da concepção cristã, missionário é a figura do fundador de novas igrejas. Todos nós somos chamados a divulgar a boa nova.  “Quem põe a mão no arado e olha para trás, não está apto para o Reino de Deus.” (Lc 9,62) 

Citação Bíblica talvez bem conhecida, mas pouco levada em conta. Seguir Jesus exige radicalidade traduzida em disposição para dizer sempre sim a sua vontade, que quase sempre nos surpreende e muitas vezes é contrária a nossa.

Pôr a mão no arado, sem olhar para trás, é questão de coerência, perseverança e fidelidade. Vimos muitos que gostariam de seguir o Mestre, mas envolvidos pela tentação de “olhar para trás”, têm a atitude de um daqueles primeiros servos chamados pelo próprio Jesus para segui-lo, Jesus disse: “Segue-me”. Este respondeu: “Permite-me primeiro ir enterrar meu pai” …um outro ainda lhe disse: “Eu te seguirei Senhor, mas deixa-me primeiro despedir-me de minha casa.” Jesus porém respondeu-lhe: “Quem põe a mão no arado e olha para trás, não está apto para o Reino de Deus.” (Lc 9,59 )

COMO SURGIU:  A missão T.H -  Foi criada no dia 28 de Agosto de 2008 na Paróquia São Gabriel Arcanjo, Jd. Paulista São Paulo-SP; com o intuito de levar ao conhecimento das demais igrejas a importância e a alegria da prática desta santa devoção. O membro do terço dos Homens Renatinho Oliveira estava sendo constantemente procurado na igreja para passar informações de como conduzir o terço e formar grupos em suas igrejas, bem como o formato e o material a ser usado e tantos outros detalhes.  Percebendo que estavam vindos homens de varias outras igrejas da região e de outros lugares também participarem do nosso "SANTO TERÇO" e acabavam gostando e ficando com grupo. Foi daí que surgiu a ideia juntamente com o pároco Cônego Raphael Emidyo Peretta que ao invés de esperar eles virem até nós, porque nós não iriamos até eles??? Para fazer visitação e convida-los formar novos grupos e ficariamos um período com eles e depois partiriamos em busca de novas igrejas para a criação de novos grupos.  Gostamos tanto da ideia que não paramos de incentivar e levar este proposito mais adiante.

Que desde então não paramos mais de sair em missão, e pedimos aos grupos recém-formados somente uma coisa? - Preparem sempre alguns membros do seu grupo para serem discipulos missionários do terço dos homens da sua igreja para nos ajudar nesta linda propagação.

A MESSE É MUITO GRANDE E POUCOS SÃO OS OPERÁRIOS.

ENTRE EM CONTATO CONOSCO:

SOMOS POUCOS OPERÁRIOS E A MESSE É MUITO GRANDE...

ACOMPANHE O NOSSO PROGRAMA SEMANAL

 

PARTICIPE CONOSCO DESTE CANAL DE EVANGELIZAÇÃO:

QUINTA-FEIRA DAS 

22:00 ÀS 23:33  

www.daimealmas.com.br/

O FORMATO MISSIONÁRIO MARIANO 

O NOSSO MOVIMENTO EM DIVERSAS LOCALIDADES E REGIÕES DISPÕE DE ALGUNS SIMBOLOS QUE REPRESENTAM O GRUPO EM SUA CAMINHADA. ALGUNS GRUPOS ADOTAM SIMBOLOS REGIONAIS E RELIGIOSOS QUE AO LONGO DA CAMINHADA VÃO TORNANDO-SE PARTE ENVOLVENTE DESTA JORNADA.

E O GRUPO VAI CADA VEZ MAIS SE FORTALECENDO NA MEDIDA EM QUE A SUA ADESÃO E O SEU COMPROMISSO VÃO CAMINHANDO AO ENCONTRO DO PAI, PARA ASSIM FORMAREM UMA VERDADEIRA ALIANÇA DE COMPROMISSO CRISTÃO.

PARA ISSO O NOSSO GRUPO CONTA HOJE COM SETE (07) SIMBOLOS QUE ESTÃO SEMPRE PRESENTES EM NOSSOS ENCONTROS NOS DIAS ASSIM DETERMINADOS:

- IMAGEM DE NOSSA SENHORA - A VELA - O LIVRO DE CONFIRMAÇÃO DE PRESENÇA - O TERÇO - A CAIXA COM PEDIDOS E INTENÇÕES DE ORAÇÕES - A CRUZ DO MOVIMENTO - A BIBLIA

IMAGEM DE NOSSA SENHORA - REPRESENTADA PELA IGREJA COMO MÃE E MODELO DE ACEITAÇÃO, VERDADE E FÉ. CADA GRUPO ADOTA PARA SI A IMAGEM DE NOSSA SENHORA DE VOSSA DEVOÇÃO.

A VELA – A VELA TEM UM SIGNIFICADO PROFUNDO E SINGELO AO MESMO TEMPO. COMO SÓ ILUMINA QUANDO SE CONSOME, LEMBRA NOSSO ANIQUILAMENTO PARA SER LUZ DO MUNDO: SÓ PODEREMOS FAZER BRILHAR O EVANGELHO EM NOSSAS VIDAS SE NOS GASTARMOS POR CRISTO. POR ISSO, ELA É USADA EM MUITOS ATOS LITÚRGICOS E EXTRA LITÚRGICOS.

O LIVRO DE CONFIRMAÇÃO DE PRESENÇAASSIM COMO NO NOSSO DIA A DIA NOS COMPROMETEMOS COM NOSSOS TRABALHOS E DEVEMOS MARCAR PONTO E PRESENÇA; NÃO PODE SER DIFERENTE NOS COMPROMETERMOS COM AS COISAS DO CÉU E PARA ISSO CONFIRMARMOS NOSSA PRESENÇA DIANTE DE DEUS ASSINANDO ASSIM COM PROPRIO PUNHO E CARATER OBJETIVO DA CERTEZA DE NOSSA ADESÃO E EXPONTANEADADE. E DIZER “EU ESTOU AQUI”

O TERÇO - O SANTO ROSÁRIO É UMA PRÁTICA RELIGIOSA DE DEVOÇÃO MARIANA MUITO DIFUNDIDA ENTRE OS CATÓLICOS ROMANOS, QUE O REZAM TANTO PÚBLICA QUANTO INDIVIDUALMENTE. CONSISTE NA RECITAÇÃO SERIADA DE ORAÇÕES COM O AUXÍLIO DE UMA CORRENTE COM CONTAS OU NÓS, QUE RECEBE O MESMO NOME. O ROSÁRIO TAMBÉM COMPREENDE A CONTEMPLAÇÃO DE DETERMINADAS PASSAGENS DA VIDA DE JESUS E DE SUA MÃE MARIA QUE, SEGUNDO A DOUTRINA DA IGREJA CATÓLICA, SÃO DE ESPECIAL RELEVÂNCIA PARA A HISTÓRIA DA SALVAÇÃO E QUE RECEBEM O NOME DE "MISTÉRIOS".

A CAIXA DE INTENÇÕES – ESTA CAIXA REPRESENTA PARA NÓS O NOSSO COMPROMISSO PARA REZARMOS POR TODAS AS INTENÇÕES DA IGREJA AQUI CONTIDAS E APRESENTA-LAS A DEUS COM FORTE CLAMOR NA CERTEZA QUE ESTAMOS SENDO ATENDIDOS E NOS COMPROMETENDO COM A CAUSA DO NOSSO IRMÃO.

A CRUZ - APRESENTAMOS A SUGESTÃO DE UMA "CRUZ PADRÃO" PARA O NOSSO MOVIMENTO, UMA VEZ QUE É COMUM NOS MOVIMENTOS, CRIAREM UM SIMBOLO PARA IDENTIFICAÇÃO DO MESMO. COMO EXEMPLO, CITAMOS O SHALON, A FACE DE CRISTO E A PRÓPRIA IGREJA ENTRE OUTROS. VEJAM BEM O DETALHE DA CRUZ, POIS A MESMA CONTÉM AS DUAS LETRAS DO MOVIMENTO, OU SEJA, O 'T' E O 'H' EM FORMATO ESTILIZADO. AS CARACTERÍSTICAS SÃO: EM ACRÍLICO NA CÔR FUMÊ COM 5 CM. DE COMPRIMENTO, 4CM. DE LARGURA E 3 MM. DE PROFUNDIDADE. O USO DE UMA IDENTIFICAÇÃO NOS AJUDARÁ A RECONHECERMOS OS NOSSOS COMPANHEIROS ONDE OS ENCONTRARMOS.   

A BIBLIA - SE NÓS ELIMINARMOS A BÍBLIA, NÓS ELIMINAREMOS TODA A MENSAGEM DO CRISTIANISMO. A BÍBLIA É A NOSSA AUTORIDADE A RESPEITO DOS FATOS E TÓPICOS DA VIDA CRISTÃ. A BÍBLIA COMUNICA A VOZ DE DEUS A NÓS, POR ISSO, ELA É O NOSSO PADRÃO PARA A VIDA. ELA TRANSFORMA AS NOSSAS VIDAS, TORNA PESSOAS FRACAS EM FORTES, DÉBEIS NA FÉ EM DECIDIDOS. ELA NOS TORNA PERFEITOS (CAPAZ, EFICIENTE, COMPLETO) E NOS CAPACITA COM HABILIDADES PARA REALIZARMOS A NOSSA MISSÃO NESTE MUNDO. E NA VERDADE ELA NÃO DEVE SER CONSIDERADA UM SIMBOLO E SIM O NOSSO VERDADEIRO SINAL.

SE ALGUÉM NÃO QUER SER TRANSFORMADO, NÃO DEVE LER A BÍBLIA.

TERÇO NAS MÃOS... FÉ NO CORAÇÃO!!!

Hoje em dia é muito comum no meio eclesiástico ouvir a frase:“Faltam obreiros para a missão e logo em seguida se ouve que há muitos obreiros precisando de uma igreja”. Sem dúvidas é um grande paradoxo.

Na verdade, sabemos que faltam obreiros para desafios em campos missionários e pequenas igrejas no interior e nas periferias das grandes cidades. Ao mesmo tempo em que para igrejas consolidadas e com estrutura há uma verdadeira disputa por uma oportunidade.

Diante da situação nas igrejas atuais, imagino que Jesus teria falado dos chamados, dos escolhidos e também dos oferecidos. Jesus já havia avisado que “a seara é grande, mas poucos são os trabalhadores” e deixou também a solução para o problema “rogai ao Senhor da Seara que mande mais trabalhadores para Sua Seara” (Mateus 9.38). Ninguém pode dizer que não tem oportunidade para servir a Deus, porque o desafio da evangelização é gigantesco. Precisamos orar mais, como Jesus ensinou para que o Senhor da seara mande mais obreiros para a missão. Vamos refletir no versículo 14 de Mateus 22 e veremos sobre três tipos de pessoas que encontramos na igreja:

1º Os chamados: Os chamados são muitas pessoas que são convidadas a participar e contribuir com o trabalho missionário. Toda igreja ao fim do ano abre um apelo para pessoas servirem nas diversas áreas da Igreja. Quase sempre as áreas mais disputadas, como o louvor, têm a maior procura e os mais discretos como ação social e evangelização são menos concorridos. Mas aqueles que se reconhecem chamados por Deus estão dispostos a fazer o que for preciso. Alguns chamados são como malabaristas na Igreja segurando tudo o que está caindo. Sempre tapam alguma falha de um irmão na última hora. Um exemplo bíblico de chamado foi onde Isaías ouviu a pergunta do Senhor “a quem enviarei?” e respondeu “envia-me a mim” (Isaías 6.8). Todos os cristãos são chamados por Deus para servir a igreja como “sacerdócio real” (I Pedro 2.9).

2º Os escolhidos: Os escolhidos são poucas pessoas que sentiram o chamado de Deus para a missão e se entregaram totalmente. Cristãos dedicados que não conseguem ficar parados vendo a banda passar. Engajam-se facilmente em uma tarefa e não escolhem muito o que fazer, antes aproveitam as oportunidades de acordo com as necessidades que aparecem. São verdadeiros servos de Deus e uns dos outros. Que se reconhecem como escolhidos de Deus para um ministério, sabem qual é a sua missão no Reino de Deus e na sua igreja estão dispostos a pagar o preço que for preciso. Um escolhido de Deus exerce seu ministério em qualquer tempo e lugar. Por exemplo, se seu chamado foi para evangelizar, você faz isso independente de qualquer situação sem precisar ser escalado para uma programação da igreja. É algo natural na vida do escolhido. Gideão foi um exemplo Bíblico de pessoa escolhida por Deus (Juízes 6.11-19) e seus companheiros de batalha também foram escolhidos pelo Senhor ficando apenas trezentos (Juízes 7.1-5). Hoje estamos no tempo da graça e cremos que Deus não escolheu apenas algumas pessoas especiais e sim a todos nós. Contudo poucas pessoas se dispõem mais abertamente para Deus e “cumpre cabalmente o seu ministério” (II Timóteo 4.5).

3º Os oferecidos: Os oferecidos são pessoas que não foram nem chamados, muito menos escolhidos, mas se oferecem para fazer algo na igreja. Acabam entrando pela janela e conseguindo alguma posição no Corpo de Cristo. Preferem sempre cargos de destaque. Os oferecidos gostam muito de microfone e auditórios cheios. Se forem chamados para fazer algo para poucas pessoas, não se dispõem. Alguns exemplos de pessoas oferecidas na Bíblia são Nadabe e Abiú que apresentaram fogo estranho no altar de Deus sem ter permissão para isso e foram mortos pela ira de Deus (Levítico 10.1). Saul ofereceu sacrifício sem a presença do sacerdote Samuel e perdeu o seu reino (I Samuel 15.1-20). Ananias e Safira quiseram aparecer e mentiram sobre uma oferta que ninguém tinha pedido, por isso morreram (Atos 5.1-10). Muitos acham bonito quem canta, quem fala e quem prega no altar, mas precisam entender que para estar ali é preciso muito esforço e dedicação. Não se deve escolher um ministério pela aparência e sim pelo que Deus mostra especificamente para você. Existem pessoas escolhidas para atender grandes igrejas e têm um ministério de sucesso. Entretanto, se forem realmente pessoas escolhidas por Deus, terão vindo de um difícil começo, lutaram muito para chegar até onde estão e mesmo assim não têm dificuldades de ir a um canto qualquer para fazer a vontade de Deus.

Qual dos grupos de pessoas você se encaixaria? Você é um chamado, um escolhido ou um oferecido? Quem é chamado e escolhido não faz o que quiser na hora que der vontade e sim obedece ao mandato de Deus para sua vida o tempo todo sem questionar ou murmurar.

O QUE É SER MISSIONÁRIO?

Ser missionário não é privilégio de determinadas pessoas, mas a essência de ser cristã: “Anunciar o evangelho é necessidade que se me impõe”. (I Coríntios 9:16). É um compromisso de toda a comunidade que vive e transmite a sua fé. “Nenhuma comunidade cristã é fiel à sua vocação se não é missionária”.

Ser missionário não é só percorrer grandes distâncias, ir para outros continentes, mas é a difícil viagem de sair de si, ir ao encontro do outro, ir ao encontro do “diferente”, ir ao encontro do marginalizado – o preferido de Jesus.
O evangelismo “com renovado ardor missionário” exige que a pregação do evangelho responda aos “novos anseios do povo”.

Exige de mim, de você, de todos nós, uma abertura constante, pessoal e comunitária para responder aos desafios de hoje. É a missão de fidelidade ao “envio” de Jesus: “Assim como o Pai me enviou, eu também vos envio” (João 20:21). Sem entusiasmo e esta convicção, arriscaremos perder a alegria do anúncio da boa-nova libertadora.

Como consequência deste assumir o compromisso missionário, nasce novo estilo de missões: Não levar, mas descobrir. Não só dar, mas receber. Não conquistar, mas partilhar e buscar juntos. Não ser mestre, mas aprendiz da verdade. A missão nos permite criar novos laços, novas relações, um novo jeito de olhar a vida, um novo jeito de ser igreja.

E aí vai o desafio: Como eu posso ser missionário em minha casa, no trabalho e na comunidade em que vivo? Assumo o compromisso de cristão, vivendo e transmitindo a boa-nova da paz, da justiça, do amor, do perdão, da fraternidade, da acolhida?

...Ser missionário é fazer uma decisão radical de entrega total ao reino de Deus em prol da promoção humana.

Condições

Na igreja Cristã, para que se possa ir a um local em missão, é necessário o preenchimento de algumas condições, de acordo com a situação em causa:

*Ter o chamado de Deus para este ministério;

*Espírito de servo;

*Ter fé, coragem e estar disposto até a morrer para salvar outras pessoas.

*Conhecimento, no mínimo, o básico da Bíblia e ou, muito amor ao próximo.

*Boa saúde

*Preparação para a vida no local, relativamente à realidade cultura da sociedade.

*Uma base forte de antropologia;

*Conhecimento da língua ou a disponibilidade para aprendê-la;

*Conhecimento dos objetivos e características do trabalho;

*Preparação para a reintegração na sociedade de origem após um afastamento prolongado

*Além de tudo isso, fazer um treinamento transcultural caso seja chamado para trabalhar em outra cultura muito diferente da sua;

*Conhecer a cultura, religião, hábitos e regras sociais do país destino, para não cometer erros ou ofender alguém;

*Estar disposto em dedicar muito tempo para aprender o idioma local do país destino.

Todos são Convidados a rezar o Rosário: 

E a ensinar os outros a rezá-lo. Através do “Rosário abramos os nossos corações não de qualquer jeito as contínuas Ave-Marias, mas SIM rezar com a intenção de abrir o nosso coração, para nos encontrarmos com Deus”. É mistério saber o que estamos rezando e para quê rezamos. 

Assim poderemos transformar esta oração de repetição de Ave-Marias em uma oração do coração. Devemos rezar o terço com confiança, sabendo que Maria me escuta e quer fazer algo por mim.

A história da piedade cristã ensina que Maria é a via que leva a Cristo, e que a devoção filial para com Ela nada tira à intimidade com Jesus, antes, a aumenta e a conduz a altíssimos níveis de perfeição.

Os inúmeros santuários marianos espalhados pelo mundo estão a testemunhar as maravilhas operadas pela Graça, por intercessão de Maria, mãe do Senhor e nossa mãe. Recorrendo a Ela, atraídos pela sua ternura, também os homens e as mulheres do nosso tempo encontram Jesus, Salvador e Senhor da vida deles. Sobretudo os pobres, provados no íntimo, nos afetos e nos bens, ao encontrarem refúgio e paz junto da Mãe de Deus, redescobrem que a verdadeira riqueza consiste para todos na graça da conversão e do seguimento de Cristo.

O texto evangélico, segundo o original grego, prossegue: “Desde àquela hora o discípulo acolheu-a entre os seus bens” (Jo. 19, 27) pondo, assim, em realce a pronta e generosa adesão de João às palavras de Jesus e informando-nos acerca do comportamento, por ele mantido durante a vida toda, como fiel guardião e dócil filho da Virgem.

O NOSSO SACERDOTE E REFERENCIA ESPIRITUAL DAS MISSÕES 

José Afonso Lobato nasceu em Redenção da Serramunicípio do Interior do Estado de São Paulo em 1960. É o décimo terceiro filho de José Benedito Lobato e de Maria Cidaliria Lobato. 

Tendo vasto conhecimento e dedicação à MARIA; foi então indicado e convidado à compor o grupo das missões do TERÇO DOS HOMENS, aonde tem nos ajudado muito, nos orientando e participando das nossas missões, com palavras, atitudes e ações motivadoras  e o seu entusiasmo e alegre jeito de ser.

Confira abaixo maiores detalhes de sua vida.

_Afonso_Lobato

Somos muito gratos por tamanho amor e dedicação.

 

 Pe. RAIMUNDO NONATO  

 COORDENADOR DA FORMAÇÃO MISSIONÁRIA. 

Para nós MISSIONÁRIOS T.H; É "SEMPRE MOTIVO DE MUITO PRAZER E ALEGRIA" a divulgação e incentivo desta prática tão abençoada dos mistérios desta SANTA DEVOÇÂO; poder passar aos grupos um pouco do nosso conhecimento e a importância do formato de orações. 

A recitação destes mistérios nos fortalecem cada vez mais e nos fazem entender e acreditar no que diz: 

(Lucas 17,10); “Assim também vós, depois de haverdes feito quanto vos foi ordenado, dizei: 

Somos servos inúteis, porque fizemos apenas o que devíamos fazer". 

E; cientes desta grande verdade é que trazemos em nosso lema as palavras do evangelista São Lucas 9:62. Que nos diz: NINGUÉM QUE LANÇA MÃO DO ARADO E OLHA PARA TRÁS ESTÁ APTO PARA O REINO DE DEUS. 

Portanto estejais sempre com a mão no arado. 

(Missionários T.H-SP).

A MOCHILA DE UM MISSIONÁRIO DEVE ESTAR CHEIA DE EVANGELIZAÇÃO.

O nosso fardo é leve.

 

Rezar o terço, lutando contra as distrações: 

O maior problema não é ter as distrações, mas nos acomodarmos a elas durante a oração do Terço, ou seja, não nos importar com elas, pois aos poucos elas destruirão a nossa oração. 

Tal comodismo diante das distrações poderia mandar as nossas orações ao cemitério, sem dizer que seriamos totalmente superficiais e mal educadas com Nossa Senhora, que deseja nos escutar e a todo o momento está nos escutando, e nós por sua vez, estamos viajando, distantes de sua presença

Quantas pessoas rezam o Santo Terço com a mente no que vai fazer amanhã, no que vai comer a noite, e etc..., rezam de modo superficial, não se concentram na oração, rezam por rezar, e esta oração distraída e superficial não agrada a Deus e nem a Nossa Senhora, que quer que rezemos com o coração, com todo o nosso ser. Então se esforçar em rezar bem, concentrando-se na oração.

A CRUZ DO NOSSO MOVIMENTO TEM UM SIGNIFICADO MUITO BONITO E IMPORTANTE.

TRATANDO-SE DE ALGO TÃO ESPECIAL E DE CARATER ÚNICO E VERDADEIRO, DECIDIMOS QUE ESTA CRUZ NÃO PODERÁ SER COMPRADA, DOADA E NEM NEGOCIADA DE FORMA COMERCIAL; POIS A PESSOA QUE REALMENTE DESEJA SER CRUCIFICADO EM CRISTO JESUS, DEVE CONQUISTA-LA DE FORMA VERDADEIRA E COMPROMETENDO-SE COM A OBRA MARIANA. SENDO ASSIM CABE AOS COORDENADORES, DIRIGENTES E RESPONSÁVEIS PELOS GRUPOS DECIDIR E REPASSA-LAS AO GRUPO NA MEDIDA EM QUE O GRUPO FOR SE DESENVOLVENDO E CRIANDO UM LAÇO VERDADEIRO AO LADO DE NOSSA SENHORA.

A cruz foi, dessa forma, afixada como um sinal diante dos olhos dos homens, para arrebatar o indolente, cativar o insensato e seduzir o mundano.

E ASSIM DISSE JESUS: "QUEM QUISER ME SEGUIR, TOME A TUA CRUZ E SIGA-ME"

 A hora do acolhimento é a da realização da obra de salvação. 

Precisamente nesse contexto, têm início a maternidade espiritual de Maria e a primeira manifestação do novo ligame entre Ela e os discípulos do Senhor. João acolheu a Mãe “entre os seus bens”. Esta expressão bastante genérica parece evidenciar a sua iniciativa, cheia de respeito e de amor, não só de hospedar Maria em sua casa, mas sobretudo de viver a vida espiritual em comunhão com Ela. 

Com efeito, a expressão grega, literalmente traduzida “entre os seus bens”, não indica tanto os bens materiais pois João “como observa Santo Agostinho (In loan. Evang. tract. 119, 3) ‘não possuía nada’, quanto os bens espirituais ou dons recebidos de Cristo: a graça (Jo. 1, 16), a Palavra (Jo. 12, 48; 17, 8), o Espírito (Jo. 7, 39; 14, 17), a Eucaristia (Jo. 6, 32-58)”… Entre estes dons, que lhe derivam do fato de ser amado por Jesus, o discípulo acolhe Maria como mãe, estabelecendo com Ela uma profunda comunhão de vida (cf. RM, 45, nota 130). Possa cada cristão, a exemplo do discípulo predileto, “receber Maria em sua casa”, dar-lhe espaço na própria existência quotidiana, reconhecendo o seu papel providencial no caminho da salvação.

Contato

TERÇO NAS MÃOS... FÉ NO CORAÇÃO!!! missionariosterconasmaos@gmail.com